Joelho

Joelho

100201171649 Large

ANATOMIA E PATOLOGIAS DO JOELHO

O joelho é formado por 4 ossos:
  • Fêmur: é o osso da coxa, o maior do corpo humano
  • Tíbia: é o maior osso da perna e articula com o fêmur
  • Fíbula: é o segundo osso da perna e serve de origem e inserção para músculos e ligamentos
  • Patela: localizado na frente do joelho, se movimenta em um sulco na face distal do fêmur conforme o joelho se movimenta.
Ligamentos

São tecidos de conexão entre dois ossos. Quatro ligamentos principais, formados por condensações de fibras colágenas, ajudam a estabilizar o joelho e guiar os movimentos articulares.

  • Ligamento Cruzado Anterior e Ligamento Cruzado Posterior: São os dois principais ligamentos do joelho, ficam na parte de dentro em posição cruzada entre si, conectando e estabilizando o fêmur à tíbia.
  • Ligamento Colateral Medial e Ligamento Colateral Lateral: Conectam o fêmur à tíbia respectivamente no lado interno e externo do joelho.
Músculos

Dois grupos de músculos movimentam o joelho:

  • Quadríceps: formado por 4 músculos localizados na face anterior da coxa, que agem para estender o joelho.
  • Ísquio-Tibiais: formado por músculos na face posterior da coxa, que agem em conjunto para fletir o joelho
Tendões

É o tecido de conexão entre os músculos e os ossos

  • Tendão Quadriciptal: formado a partir dos quatro músculos do quadríceps
  • Tendão Patelar: conecta a patela à tíbia anteriormente ao joelho
  • Tendões Flexores: conectam os músculos Ísquio-Tibiais à tíbia
Cartilagem

Há dois tipos de cartilagem no joelho:

  • Cartilagem Articular Hialina: tecido de superfície lisa que reveste as extremidades dos ossos e tem as funções de diminuir o atrito e distribuir a pressão articular
  • Meniscos: os Meniscos Medial e Lateral são estruturas em forma de “C”, localizadas entre o fêmur e a tíbia, que aumentam a congruência articular, acomodando a superfície convexa do fêmur distal à superfície plana da tíbia.

QUAIS SÃO OS PROBLEMAS COMUNS À ARTICULAÇÃO DO JOELHO?

Muitos problemas são decorrentes de processo degenerativo secundário ao uso e desgaste das superfícies articulares (Artrose). Outros são decorrentes de eventos traumáticos, como entorses esportivos ou acidentes automobilísticos.

Problemas mais comuns

Lesão de Ligamentos: Causada normalmente por um trauma direto no joelho ou por uma torção e rotação do joelho. Sintomas incluem dor, inchaço e dificuldade de locomoção.

Lesão de Cartilagem: Também chamada de Lesão Condral. Causada por traumas torcionais, ou secundários a deslocamento da patela. Tratada normalmente de forma conservadora com fisioterapia e programa de reabilitação muscular, nos casos mais difíceis pode requerer cirurgia.

Lesão de Menisco: Pode ser causada por traumas torcionais e costuma estar associada à Lesão do Ligamento Cruzado Anterior. As Lesões Degenerativas são comuns e geralmente respondem bem ao tratamento conservador. No tratamento cirúrgico se for possível a reparação e preservação do menisco é sempre recomendada.

Tendinite: Inflamação nos tendões que costuma estar associada à sobrecarga em exercícios como corrida, ciclismo e saltos. Tendinite Patelar, também conhecida como Joelho de Saltador, é frequente em atletas de basquete e vôlei.

Artrose: Processo degenerativo no qual a cartilagem articular progressivamente sofre desgaste e erosão, levando a sintomas como dor, inchaço repetitivo, crepitação articular e deformidade nos casos severos. Costuma aparecer em pessoas de meia idade, porém quando a doença for secundária a traumas ou doenças inflamatórias (Artrite Reumatóide), o aparecimento dos sintomas de artrose pode ser mais precoce.

COMO DIAGNOSTICAR OS PROBLEMAS DO JOELHO?

Após um completo histórico médico e exame físico minucioso, o médico ortopedista pode selecionar exames subsidiários de laboratório e/ou imagem:

Radiografia (Raio X): Produz a imagem de órgãos internos e de ossos em um filme, através da impedância tecidual na qual passa um feixe de ondas de radiação ionizante.

Ressonância Nuclear Magnética: Produz a imagem em alta definição de órgãos, ossos, ligamentos e cartilagem, através da combinação de um computador, magnetos e radiofrequência.

Tomografia Computadorizada: Combina tecnologia computadorizada e Raios X, para produzir imagens em cortes anatômicos oferecendo detalhes e precisão maior que a Radiografia Simples. Em ortopedia é excelente para planejamento operatório de fraturas articulares.

Cintilografia Óssea: Utiliza a imagem formada pelo acúmulo de substância injetada na corrente sanguínea para procurar áreas com fluxo aumentado de sangue, como tumores e infecções.

Artroscopia: Procedimento minimamente invasivo em que o médico cirurgião olha através de uma ótica o aspecto interno de uma articulação. É usado para fins diagnósticos e para tratamento definitivo de lesões ligamentares, condrais e tendinosas.

TRATAMENTO PARA OS PROBLEMAS DO JOELHO

O tratamento conservador baseia-se em mudança de atividades físicas, perda de peso, fortalecimento muscular e alongamentos. O tratamento específico para cada problema será indicado pelo médico ortopedista baseado em:

  • Idade, condições gerais de saúde e histórico médico;
  • Gravidade e extensão da doença;
  • Resposta e tolerância aos medicamentos e terapias específicas;
  • As expectativas do paciente em relação às atividades físicas desejadas e a qualidade de vida;
  • Opinião e/ou preferência do paciente.