Portfólio

5 questões sobre dor e lesões no ombro

Clique para ampliar

Ou Até mesmo excesso de trabalho, stress físico e mental bem como situações que desencadeiem ansiedade e tensão, podem também ser gatilhos para as crises de dor na região cervical e ombros. O ortopedista Alexandre Póvoa Barbosa, da clínica Orthobone ajuda na prevenção dessas dores.

Uma queixa comum ouvida por clínicos e ortopedistas se refere às dores nos ombros que irradiam para os braços chegando até as mãos, independentemente da idade do paciente. “Essa realidade é mais evidente em pessoas que usam computadores por várias horas e em donas de casa que fazem atividades domésticas corriqueiras como limpar, passar e esfregar”, comenta ortopedista Alexandre Póvoa Barbosa, da Clínica Orthobone. Segundo o especialista, essas dores devem ser sempre bem avaliadas por um médico, pois a continuidade dos sintomas pode levar a um agravamento do quadro inicial, culminando com limitações mais graves e mais difíceis de tratar. “A dor pode ser causada por lesões inflamatórias nos tendões (tendinite), em virtude de movimentos repetitivos, por exemplo,” explica.

A melhor dica para evitar as dores é manter a boa postura, principalmente diante de computadores e ao andar. “Desse modo, evita-se a persistência do mal que pode levar à diminuição de força e limitações de movimentos, além de demandar cirurgias maiores e mais demoradas”, ressalta o médico.

DICAS PARA MANTER UMA POSTURA CORRETA 
  • Andar sempre ereto, olhando acima do horizonte. Imagine que alguém está puxando seu cabelo para cima.
  • Sentar-se em assentos mais altos e firmes e não cruzar as pernas, mantendo as costas retas na posição vertical. Procure não curvar as costas.
  • Para dormir: deite-se de lado, com as pernas encolhidas. Use um travesseiro não muito macio na altura do ombro (que mantenha a linha da coluna em sua curvatura normal). É aconselhável colocar um pequeno travesseiro entre as pernas ligeiramente flexionadas.

Dor nos ombros é um desconforto que acomete pessoas de todas as idades. Mas nem sempre nos atentamos a este sinal, que muitas vezes pode ser indício de problema grave.

Hábitos posturais podem provocar dor nos ombros?

Sim, os hábitos posturais são uma causa frequente de dor nos ombros.

Quais hábitos posturais levam a dor nos ombros?

Quanto colocamos a mão acima da cabeça ou atrás da cabeça, a região da grande tuberosidade colide contra o arco coraco acromial e provoca uma isquemia ( falta de sangue) temporária na região. Caso essa posição permaneça durante muitas horas a isquemia pode provocar micro lesões no tendão. Com o passar dos meses e dos anos pode ocorrer ruptura do manguito rotador. Essa posição é muito comum na hora de dormir. Alguns pacientes tem o hábito de dormir com a mão acima ou atrás do travesseiro, ou até mesmo sob o travesseiro. Durante o trabalho também é comum hábitos posturais incorretos.

Um dos principais fatores desencadeantes de dor no ombro (por problemas posturais no trabalho) está relacionado ao fato de trabalhar durante horas sem apoio para os cotovelos. Quando digitamos sem apoiar o punho e o cotovelo levamos os músculos da cintura escapular à fadiga.  Os músculos fatigados são mais facilmente lesados. Com o tempo surgem dores na parte posterior do ombro (mialgia do trapézio, rombóide, etc) e posteriormente surgem os problemas dentro da articulação.

Digitar sem apoio para o cotovelo pode levar também a uma sobrecarga do músculo deltóide . Esse pode se sobrepor a centralização da cabeça umeral  levando a ascensão dessa que colidi contra o acrômio provocando novamente uma síndrome de impacto. O hábito de dirigir segurando na parte de cima do volante também pode levar a dor, principalmente na região posterior do ombro.

Como prevenir e tratar as dores no ombro provocadas por hábitos posturais equivocados?

O primeiro passo é identificar os problemas posturais, a seguir devemos mudar os hábitos e em terceiro lugar devemos procurar um ortopedista para diagnosticar quais grupos musculares estão acometidos para instituir o trabalho fisioterápico ou de reforço muscular em academia e dessa maneira melhorar a dor.

Hábitos posturais também provocam dores no esporte?

Sim, o movimento descoordenado e feito de modo incorreto provoca dores e lesões nos atletas e em praticantes de esportes.

Quais esportes e atividades estão ligados a dores no ombro?

Praticamente em todos o esportes é possível sentir dores nos ombros, porém, é mais frequente em esportes com movimento de arremesso e com movimentação ativa das mãos acima do nível dos ombro, por exemplo vôlei, natação, beisebol, tênis, etc.

Porém atletas em outras modalidades também podem apresentar dor no ombro. Exemplo Luta livre, haltefilismo, etc. As dores do ombro no atleta ligadas a problemas posturais estão relacionadas com a realização do movimento de arremesso em posição errada. Ao realizarmos o movimento de arremesso para atirar uma pedra, cortar uma bola no vôlei a arremessar uma bola no beisebol. No movimento de arremesso realizamos uma sequencia de movimentos com o tórax e com o membro superior. O tórax e o membro superior devem mover-se coordenadamente e não ficar mais à frente que o ombro. O movimento ideal do ombro é feito no plano da escápula.

OUTROS CASOS

A má postura é a principal causa da maioria destas lesões, pois o corpo se movimenta de forma inadequada, gerando desequilíbrios e sobrecarga em ossos, músculos, tendões e ligamentos. A maioria das pessoas que buscam tratamento para estas lesões não obtém bons resultados, pois a maioria dos tratamentos não elimina a causa do problema. Estas pessoas então aprendem a conviver diariamente com a dor ou gastam uma verdadeira fortuna em remédios e outras soluções temporárias para os sintomas. Algumas das lesões mais comuns causadas pelas alterações posturais são:

Ombro

Lesões no ombro são comuns devido ao impacto entre os ossos durante a movimentação do braço acima da cabeça, pinçando a bursa e os tendões presentes nesta região. O impacto normalmente ocorre devido à alterações musculares (fraqueza e encurtamentos) gerados pela má postura, como hipercifose torácica (corcunda) e ombros deprimidos e/ou protrusos.

Lombar

Muitas vezes a causa da dor lombar é desconhecida, porém ela está intimamente relacionada à má postura. As alterações posturais tornam ineficientes os músculos e ligamentos que deveriam sustentar a coluna e colocam em tensão outros músculos que não estão preparados para esta função, o que resulta em espasmos musculares e muitas vezes, em desgaste articular.

Joelho

Muitas vezes referida como dor fêmoro-patelar, é uma lesão de esforço que resulta em dores inespecíficas na parte da frente do joelho, geralmente agravada por subir ou descer escadas ou morros e levantar-se após ficar sentado por longos períodos. As alterações posturais geram fraquezas e encurtamentos dos músculos que atravessam o joelho, sobrecarregando esta articulação. Outros fatores posturais que podem contribuir para este tipo de lesão incluem: pronação excessiva dos pés e rotação interna das coxas.

Pescoço

Dor e rigidez nos ombros e pescoço são um problema extremamente comum, especialmente para quem passa muito tempo do dia sentado. Muitas pessoas adotam uma massagem regular como tratamento, mas a causa real tende a ser postural. Corrigir os desequilíbrios posturais através do alongamento dos músculos peitorais e rotadores internos dos ombros pode resultar em uma solução de longo prazo.

Ciática

A dor ciática se refere à dor na parte traseira das pernas e sua origem pode ser pela compressão do nervo na coluna lombar (hérnia de disco ou deslizamento posterior de disco), ou essa compressão pode ocorrer no ponto onde o nervo ciático passa por baixo de um músculo das nádegas (piriforme). Nos dois casos é provável que a má postura seja a causa dos sintomas.