Portfólio

Da bicicleta “indoor” para a “outdoor”

Clique para ampliar

 

Pedaladas do bem

Não é à toa que a aula de spinning é uma das mais badaladas nas academias: ele enrijece pernas, coxas, bumbum e abdome, melhora a resistência cardiovascular e o fôlego, e queima cerca de 800 calorias em uma hora. E este gasto energético é praticamente o mesmo, seja ao andar de bike na rua ou na prática indoor. Então, nada de abrir mão da atividade.

Treino seguro e eficiente

A adaptação é simples: basta aprender os mecanismos de marchas da bicicleta para poder simular as variações de carga realizadas durante a aula. Mas algumas dicas podem melhorar seu desempenho e oferecer maior segurança:

  • “Regule o banco na altura da sua crista ilíaca (osso da bacia). Isso impedirá que sobrecarregue as articulações do joelho e da coluna”, avisa Maurício Póvoa Barbosa, ortopedista e médico do esporte da Clínica Orthobone (SP).
  • “Se possível, use um calçado apropriado para o ciclismo ou instale clipes nos pedais”, sugere o ortopedista.
  • Lembre-se de calcular a distância percorrida para contar com fôlego, também, para o percurso de volta!