Portfólio

“indoor” ou “outdoor”

Clique para ampliar

Essa ainda é uma dúvida constante de quem está começando a correr. Maurício Póvoa Barbosa, ortopedista da Clínica Orthobone (SP), enumera algumas particularidades de cada um dos treinos.

Centro de gravidade
Esteira

Fica estático. Para manter a estabilidade, a corredora move a perna de apoio para a frente do centro de gravidade.

Rua

Ele é deslocado a cada passada. As pernas criam forças propulsivas, que aceleram o centro e o movem para a frente.

Resistência do vento
Esteira

Não há.

Rua

Representa um esforço até 10% maior.

Músculos
Esteira

A função é reposicionar as pernas para a frente e manter o centro estável. Trabalha-se mais a região da coxa.

Rua

Exercita-se mais a musculatura posterior da coxa, já que é preciso empurrar o chão para baixo e para trás.

Ritmo
Esteira

Constante, ditado pela esteira.

Rua

Oscila de acordo com a inclinação das ruas e o cansaço da corredora.

Consumo de oxigênio
Esteira

Menor que correr na rua no mesmo ritmo.

Rua

Até 10% maior que na esteira, graças à resistência do ar e o maior trabalho muscular.

Passada
Esteira

Geralmente, são mais longas.

Rua

Ficam mais curtas.